20 de nov de 2008

O HOMEM QUE PESCOU A LUA (The man who once fished the Moon)



Livro publicado em 1994

(First print 1994)
Ilustrações de Ricardo Azevedo
Editora: Studio Nobel – 24 pp.
Leitores: 2º ano, 3º ano, 4º ano


Era uma Cidade cinzenta onde passava um Rio. E, no Rio, estava refletida a imagem da Lua. Até que um Homem chega com uma vara de pescar e... para saber o que acontece com a Lua, com o Rio e com a Cidade, é preciso ler esta história poética, que fala sobre as coisas da natureza e as coisas da paixão.


Prêmio: Selo "Altamente Recomendável para Crianças" da FNLIJ.


Once upon a time there was a Gray City. In the City there was a River. And, on the River surface, one could see reflected the image of the Moon. But one day came a Man with a fishing rod and… to know what happened to the Moon, the River and the City, you must read this poetic story about things of Nature and things of Passion.


This book was awarded the Prize "Highly Recommended for Children” of FNLIJ (IBBY’s Brazilian Representation).




O MONSTRO (The Monster)


Livro publicado em 1993

(First print 1993)
Ilustrações de Margarethe Shibuya Itai
Editora: Scipione – 32 pp.
Leitores: 1º ano, 2º ano, 3º ano


Nando foi a primeira pessoa da casa a descobrir que havia um monstro morando embaixo do sofá. O problema é que ninguém acreditava nele! Enquanto isso, o monstro se deliciava mastigando os sapatos do pai de Nando... E agora? O que a gente faz quando acha um monstro embaixo do sofá?

Fernando discovered a Monster lying beneath the couch in the living room. The problem was, nobody believed him, although he tried to tell everyone! Meanwhile, the Monster spent all the time chewing up Fernando’s father’s shoes. What now?... What do you do when there is a monster under your couch?



DICAS: O livro fala de relações familiares e de comunicação, mostrando como muitas vezes a criança fala e os pais não ouvem. Trabalha o humor da situação inusitada, pois enquanto os familiares cuidam de suas vidas cotidianas, um ser assustador se revela sob o sofá da sala. Este conto foi publicado em primeira mão no Estadinho, suplemento infantil de O Estado de São Paulo, e é também um bom início para o leitor iniciante lidar com a crença em seres assustadores (como monstros) e nos medos que eles nos despertam.




This story was first published as a short tale in the Children’s page of the newspaper “O Estado de São Paulo”.

Um BAIRRO ENCANTADO (Enchanted Neighborhood)



Livro publicado em 1992

(First print 1992)
Ilustrações de Ciro Cozzolino
Editora: Scipione – 64 pp.
Leitores: 4º ano, 5º ano, 6º ano


Composto por 3 histórias, este livro traz os personagens dos contos de fada morando na mesma vizinhança e vivendo novas aventuras. Na primeira história Simbad, o Marujo, tenta descobrir quem roubou os sapatinhos de Cinderela. Na segunda o Gênio da Lâmpada de Aladim resolve mudar de emprego e tem como patrões o velho Gepeto e a princesa Rapunzel. Por fim, todos os personagens se encontram para uma grande festa: o aniversário de Branca de Neve. Mas ninguém sabe que a festa pode terminar mal, por causa de um convidado inesperado...


This book includes three stories, featuring well-known fairy tales characters living in the same neighborhood and sharing new adventures. In the first story Sindbad, the sailor, tries to figure out who stole Cinderella’s glass shoes. In the second story, the Genie decides to quit his job as Aladdin’s Lamp servant, and comes to work for diferente bosses, such as Geppetto the toy-maker and Princess Rapunzel. In the final story all characters meet at Snow White’s birthday party. However, nobody knows that the party might not end happily, due to an unexpected guest


DICAS
: a retomada de personagens das histórias do folclore mundial proporciona um excelente trabalho com o texto e o intertexto, trazendo à tona a memória de leituras do leitor. Como em geral o leitor pré-adolescente conhece esses contos maravilhosos, aprecia não apenas ler novas aventuras com eles mas também utilizá-los como temas para redigir, desenhar, dramatizar, versejar, buscar o aproveitamento da bagagem de leitura de cada um para retomar a leitura e a pesquisa dos contos clássicos.


6 de nov de 2008

O OUTRO LADO DA HISTÓRIA (The other side of the Story)



Livro publicado em 1992
(First print 1992)

Ilustrações de
Manu Maltez
Editora: Moderna – 64 pp.
Leitores:
4º ano, 5º ano, 6º ano


Era uma vez um livro de histórias em que os personagens começaram a dizer sua opinião sobre a história. Até o Prefácio e o Sumário viraram personagens, tentando entender por que o Príncipe não queria ser Príncipe e preferiria ficar com a Fada em vez de salvar a Princesa, que estava achando o Príncipe muito enjoado mas acabou sendo capturada pela Bruxa, que cobrou muito caro do Cavaleiro inimigo para enfeitiçar o Palácio, cujo Rei fugiu do Cavaleiro inimigo, que estava doido para combater o Príncipe, que não tinha a menor vocação para ser Príncipe... Bem, para conhecer os dois lados – o da história escrita pelo Autor, e o dos personagens revoltados contra o que o Autor escreveu – o jeito é ler o livro e tentar não virar personagem também!


Once upon a time there was a book... and all the characters in the book decided to say what they thought about the story. Even the Preface and the Table of Contents tried to understand why the Prince did not want to be a prince, and would rather date the Fairy than the Princess, who found the Prince too boring but was captured by the Witch, who was being paid by the Enemy Knight to bewitch the Castle, whose King ran away from the Enemy Knight, who wanted to fight the Prince, who did not want to be a prince… Well, the only way to get to know the two sides of the story and realize what’s going on is to read the book – and be careful not to be transformed into a character too!




TIMÓTEO, O TATU POETA (Timothy, the Armadillo who was a Poet)


Livro publicado em 1992

(First print 1992)
Ilustrações de Semiramis Nery Paterno
Editora: Scipione – 32 pp.
Leitores: 3º ano, 4º ano


Depois de tomar um banho de Lua Cheia, o Tatu Timóteo nunca mais foi o mesmo: virou Poeta! Mas o Conselho dos Tatus não gostou da mudança, e resolveu proibir: tatus não podem fazer rimas. E restou aos mais jovens um dilema: como acabar com a proibição de se fazer poesia nas tocas dos tatus?


The Full Moon bathed Timothy, the Armadillo, as he went to the river at night to drink some water. And he would never be the same again! He discovered that every word he spoke now was poetry… But the Armadillo Council did not like that at all, and the Older Ones decided: it is forbidden to rhyme! The younger armadillos now have a problem: how to deal with this prohibition to make poetry?


DICAS: Esta história fabular introduz a criança ao mundo da poesia, das rimas, dos ritmos. Fala, essencialmente, de liberdade; e critica a censura e o preconceito. Outro tema recorrente neste livro é a idéia de sociedade organizada, com regras definidas, com a qual a criança precisa se familiarizar, para poder compreender os conceitos de Ética e Cidadania, além do respeito ao indivíduo. É interessante trabalhar esta história em conjunto com temas como os Direitos Humanos e o Estatuto da Criança e do Adolescente.



31 de out de 2008

A TERRÍVEL ARMA VERDE (The Terrible Green Weapon)



Livro publicado em 1989

(First print 1989)
Ilustrações de Eva Furnari
Editora: Scipione – 32 pp.
Leitores: 3º ano, 4º ano







Ana gostava de desenhar. Um dia, antes de ir para a escola, desenhou um passarinho com a asa torta e resolveu apagá-lo... mas, surpresa! O passarinho escapou do papel e entrou por uma passagem secreta. Ana foi atrás dele e descobriu a estranha terra dos desenhos perdidos! Ana está cheia de dúvidas. Que terra maluca é aquela? Onde está seu passarinho? E... como voltar para casa?

Ana loved to draw. One day, before going to school, she sketched a small bird with a crooked wing. Decided to erase the drawing, she was astonished to see the bird fly out of the sheet of paper and disappear into a secret passage. Ana followed him and found herself in the land of the lost drawings… What now? Where has her bird gone? And... how to go back home now?

DICAS: Esta obra, ilustrada por uma das mais premiadas ilustradoras brasileiras, fala em desenhos, e procura estimular as crianças a deixar livre sua criatividade e necessidade de expressão, desenhando sem usar a borracha, e valorizando todos os tipos de desenhos, não apenas os que são considerados “bonitinhos”. Se trabalhado em conjunto com professores de Educação Artística, pode gerar muitas atividades produtivas em sala de aula e o estimular uso de várias técnicas de desenho e pintura.


O DRAGÃO COMILÃO (The Hungry Dragon)


Livro publicado em 1988

(First print 1988)
Ilustrações de Rosana Rios
Editora: Scipione – 24 pp.
Leitores: Educação Infantil, 1º ano, 2º ano


O dragão Nhoc-Nhoc vivia na Caverna das Coisas Estranhas, comendo grama como todo dragão. Mas ele era um dragão muito enjoado, e resolveu experimentar outras refeições, como pedras, borboletas, minhocas, nuvens... até que, um dia, resolveu comer palavras. Foi aí que a confusão começou, pois as palavras foram sumindo!


Nhoc-Nhoc, the dragon, lived in the Cave of Strange Things. He ate grass like any well-behaved dragon. But he got bored of eating grass, and decided to taste other meals. So he started to eat pebbles, butterflies, worms, clouds... Until, one day, he found out that he could eat words. And then the trouble began, because some important words simply vanished!


DICAS: o Dragão Comilão é uma história que mistura o fantástico (apresentando criaturas míticas como os dragões) com o cotidiano das crianças (falando, por exemplo, em alimentação). Traz no decorrer do texto palavras “difíceis”, com o intuito de explicar por que certas palavras somem do uso corrente, e de estimular a prática importante da consulta ao dicionário, que deve ser iniciada já com leitores de educação infantil e 1º ano.